Como tudo começou….

Meu primeiro contato com o Yoga foi por volta de 2002, após meus 40 anos, quando tive um começo de depressão e meu médico me indicou a prática como parte do tratamento. Sempre trabalhei na área financeira da empresa da minha família, uma metalúrgica.

Comecei as aulas sem realmente saber qual era o verdadeiro sentido do yoga, com um pouco de medo de não conseguir executar as posturas – os “asanas”, achando que fosse uma prática exclusiva para as pessoas flexíveis, o que eu realmente não era.

Entrei na aula e logo com as primeiras práticas, comecei sentindo o bem estar que o alongamento proporcionava,  o alívio da ansiedade  após a prática  das respirações,  a paz após o relaxamento, e aos poucos fui percebendo que o benefício maior do yoga era algo muito além do exercício  físico, era um bem estar interior,  uma descoberta de mim mesma, de que eu  era capaz de  alcançar  objetivos sempre maiores, que nunca podia ter imaginado antes… isso começou a mudar minha maneira de me enxergar e enxergar a vida, as pessoas ao meu redor, sentia que  estava me tornando uma pessoa melhor, mais equilibrada, (ou melhor, menos desequilibrada ahaha), mais feliz.

Com o tempo, comecei a sentir vontade de um dia poder compartilhar a transformação que o yoga havia proporcionado em minha vida, para todas as pessoas, mostrar que todo mundo, sem restrição, podia se beneficiar deste bem-estar maior, desse amor que fluía na gente e ao redor da gente durante e depois das aulas.

Essa ideia foi amadurecendo, até o dia em que tomei coragem, resolvi colocá-la em prática, conversei com meu marido e meus filhos, que me deram a maior força; cheguei para minha instrutora de yoga e percebi que o sonho dela também era poder transmitir amor e felicidade às pessoas através do auto-conhecimento e a paz que o yoga proporciona, e como por encanto, as ideias foram surgindo, o sonho foi se tornando aos poucos um projeto de vida, uma missão.

Infelizmente, no decorrer do tempo, o meu caminho e o dela se separaram, e após passar por um período de introspecção e reavaliação da situação, onde quase cheguei a desistir, resolvi levar adiante o sonho sozinha, com forte apoio da minha família, a quem sou eternamente grata, pois foi graças a eles que recuperei minha vontade de seguir adiante.

A partir daí tudo começou a fluir, Deus colocou no meu caminho pessoas maravilhosas que hoje fazem parte da equipe, melhor dizer, da família Love Yoga, sem as quais o sonho não poderia ser realizado…

e foi a melhor escolha que poderia ter feito em minha vida, pois hoje estou muito feliz, e a cada depoimento que as pessoas dão, dizendo como se sentem bem e acolhidas no Love Yoga, sinto que esse sonho está se tornando realidade.

O meu sentimento hoje é de muita felicidade e gratidão.

Namastê

Carla Matta

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *